Blog

NASCER COM UMA DOENÇA É PUNIÇÃO DE DEUS? – por Nasiocélio Costa

 |  | No Comments

“E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença.
E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.” João 9:1-3

O por que os discípulos de Jesus fizeram a pergunta? Os discípulos haviam sido treinados na Lei Mosaica, que ensinava que Deus “Que guarda a beneficência em milhares; que perdoa a iniqüidade, e a transgressão e o pecado; que ao culpado não tem por inocente; que visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos e sobre os filhos dos filhos até à terceira e quarta geração.
Êxodo 34:7- Alguns escritos rabinocos especulavam a possibilidade de pecar no útero ou em algum estado de pré existência. A pergunta dos discípulos refletia uma preocupação genuína sobre o relacionamento causa-efeito entre seus pecados e a punição em suas vidas ou de suas familias.

Observando a Biblia, entendemos que ela nos revela que as consequencias do pecado que caem sobre os pecadores e seus descendentes são geralmente consequências naturais ao invés de julgamento divino. Adão e Eva pecaram e seus filhos se tornaram cada vez mais violentos(Gn4.1-24) Davi cometeu adultério com Bate-Seba e planejou a morte do marido para poder ficar com ela(2Sm 11), os filhos de Davi cresceram para causar-lhe problemas continuos através da violência e egoísmo deles(2Sm 12.9-12), somente em alguns raros casos, após a logaminidade e misericórdia do Senhor tem sido esgotada, é que ele puni como fez com a família de Eli(1Sm 2.12-36).

O medo e a preocupação dos discípulos de Jesus a respeito do cego de nascença, parece mais com o medo superticioso que muitas pessoas tem de que Deus guarde algum rancor especial contra eles porque, de algum modo, eles o fenderam. A culpa resultante de pecados desconhecidos ou inconfessos pode distorcer nossa percepção da atitude de Deus em relação a nós a ponto de esperarmos que ele trouxesse julgamento às nossas vidas a qual quer momento. Arrependimento confissão e aceitação do perdão de Deus são ingredientes importantes para a paz espiritual e boa saúde mental. A culpa causa uma consciência problemática cheia de medos de uma punição divina.

Pessoas com personalidades abaladas como os neurótico, pessimista e morbita são suscetíveis ao medo de que Deus está esperando para pegá-los por pequena coisas que fizeram. Aqueles que tem tendencia a depressão podem frequentemente se sentir desta forma. Nestes casos, as emoções são o problema, e não Deus. Ele nos ama e quer nos abençoar com todo tipo de bençãos espirituais do céu(Ef 1.3). É o próprio Satanás que tenta nos fazer duvidar das intenções de Deus em relação a nós e suspeitar que Ele tenha prazer no nosso sofrimento(Jo 8.44, 2Co11.3,14).

Se houver uma situação na qual Deus precise corrigir em nossa vida através do sofrimento, Ele nos deixará saber o que está fazendo. Ele nos corrigirá como um pai piedoso corrige um filho, não de forma vingativa mas de modo gentil(Hb12.5-11).

Sendo assim amados irmãos, o seu e o meu sofrimento(Doença ou enfermidade) não é uma punição de Deus, pois Ele não é rancoroso, e não procure uma divindade cruel e sem coração por trás das dores de sua vida, mas veja uma oportunidade de ser manisfetado o poder e Glória, do nosso Salvador em nossas vidas.”

Fica na Paz.

Nasiocélio Costa
(perfil de Nasiocélio Costa) 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Share to Google Buzz
Share to Google Plus
Categories: Colunista, Correção, Deus, Estudo, Evangelhismo, Nasiocelio Costa

Leave a Comment

Your email address will not be published.

  • Bíblia

    Pesquise nas Escrituras
    [ Ex.: graça | Ex.: Gn 1:1-10 ]
  • Ultimas no Twitter